Greves no Estado em 2023 tiveram aumento de 150%

Greves no Estado em 2023 tiveram aumento de 150%

Os pré-avisos de greve na Administração Pública aumentaram em 2023 mais de 150%, quando comparados com o ano anterior, de acordo com os dados da Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP). No ano passado foram convocadas 875 paralisações, contra as 341 de 2022. Os setores da Educação, Saúde e Justiça foram os mais atingidos.

A grande maioria das greves registou-se no setor da Educação, com 650 pré-avisos entregues, correspondente a 75% do total de paralisações, seguindo-se a Saúde (58), a Justiça (56) e a Administração Local (52).

Tendo em conta as reivindicações apresentadas pela maioria das estruturas sindicais, a subida dos salários para fazer face ao aumento do custo de vida e a exigência de melhores condições de trabalho foram os principais motivos dos protestos.

No universo dos trabalhadores do Estado, as greves dos professores tornaram-se as mais visíveis, com a recuperação do tempo de serviço congelado durante a ‘troika’ – seis anos, seis meses e 23 dias – como a principal exigência.

A tendência promete manter-se ao longo deste ano, a julgar pelos 45 pré-avisos de greve que já chegaram à DGAEP, mas também porque a reivindicação dos professores continua sem resposta. Para janeiro foram comunicadas 32 greves no setor da Educação, três na Justiça, uma na Saúde e nove na Administração Local.

Pormenores

PRIVADO 762 COMUNICAÇÕES À DGERT

Dados da Direção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT) disponíveis até final de novembro mostram que foram comunicados desde janeiro no setor privado 762 pré-avisos de greve.

ESTADO SETOR EMPRESARIAL COM 517

Os trabalhadores do setor empresarial do Estado comunicam as suas ações de luta também à DGERT. Entre janeiro e novembro, os sindicatos representativos destes funcionários entregaram 517 pré-avisos de greve.

Fonte: Greves no Estado em 2023 tiveram aumento de 150% – Economia – Correio da Manhã (cmjornal.pt)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Prev
Professores Contratados Continuam Sem Atualização Dos Salários | Capa do DN Hoje (08.01.2024)
Professores Contratados Continuam Sem Atualização Dos Salários | Capa do DN Hoje (08.01.2024)

Professores Contratados Continuam Sem Atualização Dos Salários | Capa do DN Hoje (08.01.2024)

Professores contratados continuam sem atualização dos salários (dn

Next
Ministro diz que pagamento dos professores “está previsto para fevereiro”
Ministro diz que pagamento dos professores “está previsto para fevereiro”

Ministro diz que pagamento dos professores “está previsto para fevereiro”

O ministro da Educação diz que a atualização do salário dos professores será

You May Also Like
Total
0
Share