Aluno que agrediu professor com ferro em Felgueiras acusado de tentativa de homicídio

Aluno que agrediu professor com ferro em Felgueiras acusado de tentativa de homicídio

Ministério Público (MP) acusou de homicídio qualificado, na forma tentada, o aluno de 16 anos que em junho agrediu com um ferro um professor numa escola de Felgueiras, no distrito do Porto, foi esta quinta-feira revelado.

De acordo com a informação disponível no ‘site’ da Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto , “Ministério Público considerou suficientemente indiciado que no dia 5 de junho de 2023, de manhã”, o arguido “munido com um ferro com 66 centímetros de comprimento desferiu com o mesmo uma pancada na cabeça do professor, fazendo-o cair ao chão”.

Após a pancada inicial, com o docente caído no chão, “o arguido, continuando na posse do referido ferro, desferiu-lhe várias pancadas, tentando atingi-lo na cabeça, enquanto dizia ‘eu mato-te’, só não o tendo conseguido atingir na cabeça em virtude de o professor ter tentado defender-se, agitando os braços e as pernas”.

Descreve-se, ainda, o contexto anterior à agressão praticada pelo aluno, indicando-se que “em contexto de sala de aula um aluno com 16 anos, ora arguido, após perturbar um dos colegas de turma foi advertido pelo professor que ministrava aquela aula comunicando-lhe que iria participar disciplinarmente junto da direção da escola”.

“Perante a advertência”, lê-se ainda, “o arguido começou a entrar e a sair diversas vezes da sala de aula, persistindo com este comportamento mesmo após ter sido advertido pelo docente para não o fazer”.

“Ante este comportamento, o professor deslocou-se ao gabinete da direção para reportar o sucedido, após o que regressou à sala de aula”, acrescenta-se.

Foi após esse momento que surgiu o arguido, consumando a agressão, segundo a PGD.

Aluno com “obrigação de permanência na habitação, com vigilância eletrónica”

“A conduta do arguido só cessou com a intervenção de uma funcionária daquele estabelecimento de ensino que, alertada pelo barulho do arguido, logrou agarrá-lo retirando-lhe o ferro das mãos, impedindo assim que continuasse com aquela conduta delituosa”, descreve a PGD, anotando que, “em virtude da conduta do arguido, o docente sofreu uma ferida no crânio e várias escoriações e equimoses nos membros superiores e membro inferior direito”.

Segundo a PGD, “o arguido continua a aguardar os ulteriores termos do processo sujeito à medida de coação de obrigação de permanência na habitação, com vigilância eletrónica, cumulada com a de proibição de contactar, por qualquer meio, com o ofendido e testemunhas dos autos”.

No dia dos factos, fontes dos bombeiros e da GNR disseram que o jovem agrediu um professor de 46 anos, com um ferro, na Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Lagares, em Felgueiras, provocando-lhe “ferimentos graves”.

O professor foi transportado de ambulância para o hospital de Penafiel com uma “ferida profunda na cabeça” e hematomas nos membros superiores e inferiores, disse à Lusa, à data, o comandante dos Bombeiros de Felgueiras, Júlio Pereira.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Prev
Sexta-Feira Há Greve de Função Pública: Escolas Podem Fechar!

Sexta-Feira Há Greve de Função Pública: Escolas Podem Fechar!

A greve nacional de trabalhadores, convocada pela Frente Comum dos Sindicatos da

Next
Os bons resultados dos alunos na pandemia foram uma “anomalia”

Os bons resultados dos alunos na pandemia foram uma “anomalia”

O ministro da Educação dá como exemplo as taxas de

You May Also Like
Total
0
Share