Governo recusa dar mais funcionários às escolas

Governo rompe acordo e recusa dar mais funcionários às escolas (jn.pt)

Contrato assinado em julho previa aumento dos rácios. Autarcas contrataram funcionários para o início do ano letivo a contar com verba. PSD quer adiar meio ano descentralização da Ação Social.

A proposta enviada pelo Governo às câmaras municipais sobre a contratação de funcionários para as escolas no âmbito da descentralização contraria o acordo assinado em julho com a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), pois rejeita aumentar o número máximo de assistentes operacionais por escola, com que as câmaras estavam a contar. Ontem, os autarcas do PSD acusaram o Governo de “falhar em toda a linha”.

O JN sabe que a proposta enviada pelo Ministério da Educação às câmaras municipais prevê a manutenção do número de assistentes operacionais. Além disso, acrescenta a transferência, para as câmaras, dos técnicos especializados sem funções formativas (como psicólogos ou informáticos) e a atribuição, a cada agrupamento de escolas ou escola não agrupada, de um técnico de informática.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Prev
10.ª Reserva de Recrutamento

10.ª Reserva de Recrutamento

Publicitação das listas definitivas de Colocação, Não Colocação, Retirados e

Next
Conselho Local de diretores dos A.E. para recrutar os professores

Conselho Local de diretores dos A.E. para recrutar os professores

 Principais novidades/propostas do Ministro da Educação na reunião hoje com

You May Also Like
Total
0
Share